História da Cidade

Segundo informações e pesquisas, a cidade de Bom Jesus é relativamente recente; seu início foi por volta de 1890 com a criação da Fazenda Aroeiras de propriedade do Sr. Antônio Caetano. Com a criação da Diocese de Cajazeiras em 1914, houve uma demanda de vigários pelo interior do município de Cajazeiras, então apareceu em Aroeiras, no período de 1912 a 1918 o dinâmico vigário conhecido na época por Padre Lopes, o qual interessou-se em construir uma capela nesta fazenda, já povoada, sendo de sua preferência o então sítio Forquillha, porém o Sr. Francisco Eufrásio não concordou, isto é, não cedeu o terreno exigido pelo padre Lopes. Mesmo assim o padre não desistiu, porque seu ideal era a primeira Capela no Município de Cajazeiras, no povoado Aroeiras. 

De fato realizou seu plano, nesse mesmo período de 1912 a 1917, notadamente junho de 1917, convocou uma reunião com os mais interessados do povoado, a mesma ficou clara que: Antônio Caetano,proprietário com parte na Paraíba e Antônio Gonçalves Moreira, Proprietário com parte no Ceará, doariam o terreno (Este povoado está localizado na divisa dos Estados da Paraíba e do Ceará). 

Esses dois proprietários demonstraram boa vontade e doaram o terreno ao Patrimônio para a construção da capela. Cuja área passou a pertencer a Paróquia de N.S. de Fátima, num total de 440 m² cujos limites são: Ao Leste com a cidade de Cajazeiras ao Oeste com a Ipaumirim, ao Norte com SantaHelena e ao Sul com Cachoeira dos Índios e distância de João Pessoa 505 Km.

Construíram a Capela, o povoado cresceu, a população começou a participar, o vigário Padre Lopes desenvolveu várias atividades, programou de início o Padroeiro da cidade que hoje continua o mesmo: Sagrado Coração de Jesus.

Organizou também o núcleo do Apostolado da Oração que chegou a compor-se de 110 associados. Os devotos da época eram: João Vicente, Antônio Gonçalves, Doca Carlos e tantos outros. Com a participação dos habitantes realizava a chamada de "13 de junho" com o encerramento da trezena (13 noites de Novena) cujas festas eram bem concorridas feita em divisões: noite dos artistas, alfaiates, carpinteiros, comerciantes etc. Os organizadores da época: Antônio Gonçalves Moreira, João Vicente, Doca Carlos, Firmino de Brito e tantos outros.Esse movimento era coordenado pelo zelador da Igreja Joaquim de Brito Lira, esse período não foi muito longo, visto que desapareceram o vigário e os mais antigos interessados. 

O povoado entrou numa fase de decadência por muitos anos.Depois de um longo período o povoado voltou a obter um elevado progresso econômico com a implantação de uma pequena Usina de beneficiamento de algodão do Sr. Sebastião Bandeira de Melo, esta Usina (IPU), ofereceu vários empregos para a comunidade, com a mesma surgiu uma movimentada feira, que foi constatada como uma das melhores da região, no período de 1920 a 1933, a qual ficou conhecida como: "A era de 20".Passado esse período, por questões ignoradas o Sr. Sebastião Bandeira de Melo, vende a Usina de Algodão, para outra cidade e poucos anos depois foi extinto a conhecida feira, o povoado ficou na pobreza até meados de 1957.

Com o êxito do ex-prefeito de Cajazeiras, Sr. Antônio Cartaxo Rolim, o povoado passo a ser lembrado pelo poder público cajazeirense.

O Sr. Antônio Cartaxo Rolim, prefeito da cidade de Cajazeiras na época, instalou em Bom Jesus o primeiro motor gerador de energia elétrica, construiu o grupo escolar Antônio Gonçalves Moreira e instalou uma linha telefônica ligando o Distrito a Cajazeiras, obras de grande importância naquela época. 


Formação Administrativa 

Distrito criado com a denominação de Bom Jesus, pela lei municipal nº 185, de 08-07-1959, subordinado ao município de Cajazeiras. 

Em divisão territorial datada de 1-07-1960, o distrito de Bom Jesus, figura no município de Cajazeiras. 

Elevado à categoria de município com a denominação de Bom Jesus, pela lei estadual nº 3096, de 05-11-1963, desmembrado de Cajazeiras. Sede no atual distrito de Bom Jesus. Constituído do distrito sede. Instalado em 10-11-1964.

Em divisão territorial datada de 31-12-1963, o município é constituído do distrito sede.

Assim permanecendo em divisão territorial datada de 2007.


Emancipação: 10/11/1964

Gentílico: bom-jesuense

Populacao(2014): 2.514

Área: 47,60 Km2

Densidade Demográfica: 52,80/Km2

IDH(2013): 0,597



Mesorregião: Sertao Paraibano

Microrregião: Cajazeiras

Distância da Capital: 419,00 Km

Altitude: 318,00m


IBGE